segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Pingos de Amor...

"Meu amor. Eu continuo esperando ouvir sua voz do outro lado. Meus dedos já estão gastos de tanto repetir o seu número naquele velho telefone de roleta. Eu vejo os dias passando através da janela, mas mal consigo me mexer. Tudo foi tão rápido que nem deu tempo de agir.

Eu me pergunto se eu não vou mais ouvir sua doce voz outra vez. Será que tudo foi por água abaixo?! Será que tudo acabou assim, de uma hora pra outra?! Será que eu não merecia ao menos uma chance de te explicar?! Será que logo você, tão madura, tão certa de si, ia agir feito uma criança imatura e se isolar no seu próprio mundo?!

Eu não consegui te dizer, mas no dia que você partiu, eu resolvi andar pra tentar entender. Lembra aquela praia que a gente costumava ir nas madrugadas de sábado?! Aquela maré alta, aquela areia macia, aquela lua cheia iluminando o céu. Tudo aquilo me fez lembrar o seu sorriso, a sua força, o nosso amor. Não é possível que tudo acabe assim, tão de repente...

O telefone continua chamando e você não atende. Mas eu não desisto, e você sabe disso. Nada vai me fazer esquecer aquela promessa que você tinha me feito, lembra?! Hoje era o dia que a gente tinha tanto esperado, e eu ainda espero que você volte a ser o que você era antes de tudo isso. Eu ainda espero que aquela promessa seja realizada hoje.

Bom, como você não atende, ao menos leia essa carta, que eu estou deixando debaixo da sua porta, vou pro lugar que a gente combinou antes. Espero que as letras que ficaram borradas pelas minhas lágrimas não te impeçam de ler o que eu escrevi. Você sabe onde me encontrar.

Está chovendo cada vez mais lá fora. E está chovendo cada vez menos aqui. As lágrimas e os pingos se transformam em uma só gota. Está chovendo pingos de amor..."


_________________________________________

Sem tempo pra internet, por isso a ausência. Quando der, volto com força total. Por enquanto, isso é tudo. Enjoy!

13 comentários:

Dedinhos Nervosos disse...

Eu acho que pior do que acabar uma relação, é não conseguir falar e ouvir tudo o que precisa ser dito. Ainda bem que sempre nos resta uma carta de amor. Bj.

Regy Angel disse...

O amor é algo realmente complexo.

Anônimo disse...

Olha, pra falar a verdade,de todos os seus 'posts' esse foi o que eu mais gostei... Não sei se é pq tem muito a ver comigo hj...
Mas amei..

Arthur Lopes disse...

pois é,sempre fica faltando algo para se dizer,as vezes pq a outra parte nao quer ouvir...
continue escrevendo assim,pra variar mandando bem pra caralho
abraço puiii

MissCrazyLove disse...

amigo.... não sei oq comentar

=P
desculpaaa

Giovana Vincenzi disse...

Você é incrível!

NUNCA deixe de postar seus textos maravilhosos!

Ju Pietra disse...

Carta de um amor que sempre espera... Amor de verdade.

Fantástico!!

Beijo

Rafael Marçal ♠ Cajun disse...

é uma história triste, mas é verdade... sempre quem é chutado fica se perguntando o porque, cheio de planos na cabeça e sonhando ainda em aquilo ser só um mal entendido.

Gostei do texto... Foi "divino" hehehehehe

Giovana Vincenzi disse...

Saudades dos seus textos!

Deixei um presente pra você no Barzinho: http://blogdobarzinho.blogspot.com/2008/12/desafios-mems-prmios-etc.html

Menino Poeta disse...

Carta de amor! Hoje as pessoas quase não dão valor a esse tipo de demonstração de amor! E não há nada mais gostoso daquele que escreve a carta com o seu amor, seu pensar, suas emoções, e de quem recebe mesmo que seja a ultima carta! Mais uma lagrima sei que irá cair e borrar aquela carta de amor! Belo o seu post

SUSANA disse...

Não vai mais atualizar, não? Ótimos textos =)

SouMusic disse...

As vezes me perguntro: Quem inventou o amor?
Aff....

Vic Vivendo disse...

ótimos textos.Parabéns!!!

Bjoss